CDU propõe a conclusão do Parque Oriental de acordo com o projecto inicial

No dia 29 de Julho o vereador da CDU. Pedro Carvalho, acompanhado de outros eleitos municipais e da freguesia de Campanhã, realizou uma visita ao Parque Oriental do Porto, em Azevedo de Campanhã. Esta visita realizou-se exactamente um ano depois de a CDU ter alertado para a paragem das obras do Parque e para a redução substancial da área inicialmente abrangida pelo projecto, ao mesmo tempo que a autarquia gastava avultadas verbas em eventos efémeros. (http://www.cidadedoporto.pcp.pt/?p=980).

Na visita realizada, Pedro Carvalho explicou que o projecto para o Parque Oriental, que a 26 e Julho de 2005, foi apresentado e discutido em reunião da CMP, que previa um corredor verde de 53 hectares, acompanhando o leito do Rio Tinto, a requalificação de núcleos habitacionais (como Tirares e o Pego Negro) e assumia a necessidade da construção de um equipamento âncora no parque para reforçar a sua atratividade. No entanto, após as eleições autárquicas de Outubro de 2005, o Gabinete do Parque Oriental foi desactivado e o projecto do Parque Oriental acabou por ser iniciado, de forma parcelar e amputado de alguns pressupostos originais, em vésperas das eleições autárquicas de 2009. Em 2010 foram concluídos apenas 10 hectares (em vez dos 53 previstos) ficando, desde essa data, os trabalhos suspensos.

Na visita os eleitos da CDU poderam constatar que a parte construída do Parque Oriental tem vindo a degradar-se, designadamente na sua zona verde, em paralelo com a falta de iluminação, desactivação dos bebedouros e das instalações sanitárias e o desaparecimento das tampas e grelhas dos bueiros, o que potencia os riscos de segurança ao nível da circulação pedonal e de bicicleta. Ao mesmo tempo, não se fez em todo este tempo nenhuma acção para a despoluição dos rios Tinto e Torto, que continuam a ter elecados níveis de poluição.

Na sequência desta visita, o vereador da CDU, Pedro Carvalho, apresentou na reunião de Câmara de 31 de Julho uma proposta de recomendação defendendo a prossecução dos trabalhos de construção do parque de acordo com o projecto inicial, a conservação e manutenção dos equipamentos e o lançamento dum concurso público de ideias para a instalação dum equipamento âncora no Parque Oriental.

Os pontos 1 e 2 desta proposta, os que dizem respeito à conclusão do projecto inicial, foram rejeitados pelos votos contrários da coligação PSD/ CDS-PP e a abstenção dos vereadores do PS, tendo obtido apenas o voto favorável do vereador da CDU. Os restantes pontos foram aprovados por unanimidade.

Ler aqui o texto integral da proposta sobre o Parque Oriental [Link]

 

Print Friendly, PDF & Email
Share