Etiqueta: Ambiente

Poluição Sonora:a diferença entre o discurso e a prática da coligação municipal PSD/CDS

No passado dia 6 de Julho, a Câmara Municipal do Porto anunciou ser a primeira autarquia do país com um Laboratório de Ruído acreditado. No comunicado de imprensa divulgado pela Câmara reafirmava-se “o percurso pioneiro” desta na “gestão do ruído urbano” e de “dispor de Mapas Estratégicas de Ruído e respectivos Planos Municipais de Redução de Ruído”.

Continuar a ler

Câmara do Porto deixa equipamento do Parque da Pasteleira degradado e abandonado

A reconversão da antiga Mata da Pasteleira em Parque Urbano, concluída em 2003, dotou esta zona dacidade duma aprazível área de lazer que serve a zona ocidental da cidade. Junto a um belo lago artificial foi construída um equipamento destinado a ser uma cafetaria de apoio aos utentes do parque. No entanto, desde que foi concluído, esse equipamento nunca chegou a ser utilizado.[Ler+…]

Continuar a ler

ETAR de Sobreiras lança esgotos no Douro

O Vereador da CDU na CMP, Rui Sá, denunciou na reunião de Câmara de 7 de Julho que a ETAR de Sobreiras estará a lançar no rio Douro esgotos por tratar e maus cheiros têm motivado queixas dos moradores da área envolvente.
“A cor escura da água e a presença de cardumes de tainhas junto ao exutor significam que está a sair matéria orgânica. Isso tem acontecido vezes demais e há moradores que se queixam de maus cheiros. Estive lá na passada semana e vi que o portão por onde saem as lamas [resíduos que resultam do tratamento de águas residuais] estava aberto, o que deixa escapar o cheiro todo”, revelou Rui Sá.
O vereador, que já foi responsável pelo pelouro do Ambiente e presidiu aos SMAS, não quis adiantar causas para os problemas mas recordou que “todas as ribeiras que davam para as praias foram entubadas e dirigidas para a ETAR de Sobreiras (embora se diga que há uma zona de bypass, ou seja, quando chove muito, podem ir directamente para o Douro)”.

Continuar a ler

Atentado Ambiental no Douro: A C. M. do Porto mantém, em plena Cidade, uma Sucata ao Ar Livre

No passado Domingo, dia 28 de Setembro, os eleitos municipais da CDU, acompanhados de eleitos na Assembleia de Freguesia de Campanhã e de outros activistas da CDU, visitaram hoje a sucata a céu aberto que a Câmara Municipal do Porto mantém num terreno ao lado da Pousada do Freixo (com saída directa para o Rio Douro), onde acumula centenas de viaturas abandonadas e recolhidas da via pública.
Este terreno, que ironicamente constitui a entrada na Cidade do Porto para quem vem da estrada marginal que a liga a Entre-os-Rios, constitui uma verdadeira ferida ambiental, com a contaminação de solos adjacentes ao Rio Douro por viaturas que derramam óleos, combustíveis e ácidos.

Continuar a ler

Câmara Municipal do Porto vai analisar proposta da CDU para diminuir em 10% a tarifa de resíduos sólidos urbanos

A Câmara Municipal do Porto vai analisar, na sua reunião de 15 de Julho, a proposta de deliberação apresentada pelo Vereador da CDU – Coligação Democrática Unitária, no sentido de se proceder à diminuição, em 10%, da tarifa paga pelos Munícipes da Cidade para o tratamento e destino final dos resíduos sólidos produzidos. Nessa proposta, que se anexa, demonstra-se que, em 2007, tal como em anos anteriores (o que significa que a situação está consolidada), o montante recebido pela autarquia através desta taxa (8.514.336,05€) é superior ao valor pago pelo Município à LIPOR (7.135.300,09€) em 1,38 milhões de euros. Ou seja, a Câmara Municipal do Porto recebe um valor superior àquele que tem de pagar pelo tratamento e destino final dos resíduos sólidos produzidos na Cidade (refira-se que a componente da recolha de resíduos não é directamente taxada, fazendo parte das atribuições municipais).

Continuar a ler