CDU apresentou proposta de suspensão do Regulamento dos Bairros – PSD, CDS e PS votam ao contrário do que prometeram aos eleitores

O presidente da Câmara Municipal do Porto, Rui Rio e a vereadora da Habitação Matilde Alves têm vindo a tentar impôr um regulamento dos bairros municipais que institui uma prática de “terrorismo social”, tratando os moradores dos bairros municipais como objetos que devem estar eternamente gratos pela benesse de lhes ter sido concedida uma casa e que, portanto, não têm direitos, apenas obrigações. Este regulamento tem vindo a criar situações sociais dramáticas, nomeadamente com a ameaça de despejo de membros do agregado familiar que, por motivo do falecimento do titular do contrato e apesar de contarem para o cálculo do valor da renda a pagar são ameaçados de despejo sumário (ver: http://www.cidadedoporto.pcp.pt/?p=3024).

Durante a campanha eleitoral autárquica todos os candidatos dos diversos partidos representados na vereação disseram que tudo fariam para revogar este regulamento. Nesse sentido, o vereador da CDU, Pedro Carvalho, apresentou na reunião de Câmara, realizada no passado dia 17 de Setembro, uma proposta de suspensão deste regulamento. No entanto, ao contrário daquilo que prometeram durante a campanha eleitoral, na altura da votação os vereadores do PSD e do CDS, alguns dos quais também integram as listas concorrentes, votaram contra a proposta. Também os vereadores do PS, ao contrário do que disseram publicamente na campanha eleitoral, mabstiveram-se nesta votação.

Ler aqui: PR_20130901_Regulamento_dos_Bairros_Municipais

Print Friendly, PDF & Email
Share