Cancelamento da Red Bull Air Race cobre de ridiculo Rui Rio e a coligação PSD/CDS-PP e impõe mudanças de fundo

 Cancelamento da Red Bull Air Race cobre de ridiculo Rui Rio e a coligação PSD/CDS-PP e impõe mudanças de fundo:

Foi ontem anunciado, primeiro pela Câmara Municipal de V. N. de Gaia e depois pela empresa Red Bull Air Race (RBAR), o cancelamento da etapa desta prova que estava prevista para o estuário do Douro nos próximos dias 4 e 5 de Setembro.

Muitas horas depois deste anúncio, a coligação PSD/CDS que governa a Câmara Municipal do Porto divulgou um “esclarecimento” em que se diz “apanhada de surpresa” por esta atitude que imputa à empresa RBAR.

Face a esta situação, a CDU – Coligação Democrática Unitária torna pública a seguinte posição:

  1. É significativo que as comunicações das Câmaras Municipais de V. N. de Gaia e do Porto sejam tão contraditórias, com a primeira a criticar o Instituto de Turismo e “alguns autarcas” considerando-os responsáveis pelo cancelamento da prova e a segunda a elogiar esse mesmo Instituto de Turismo e o Presidente da Câmara Municipal de Lisboa – o que indicia que as conhecidas, mas lamentáveis rivalidades entre Rui Rio e Luís Filipe Meneses, deram um importante contributo para o cancelamento da RBAR;

  2. Em particular, o cancelamento da RBAR significa um significativo revés para Rui Rio, dado o protagonismo que pessoalmente assumiu na realização desta prova e na contestação à sua transferência para o estuário do Tejo;

  3. De facto, o anúncio deste cancelamento é feito uma semana depois da aprovação, pela Câmara Municipal do Porto, da 1ª Revisão ao Orçamento para 2010 (que será apreciada na sessão da Assembleia Municipal do Porto que se realizará no próximo dia 12 de Julho), que inscreveu uma verba de 200 mil euros para o financiamento da RBAR (tendo Rio afirmado, em resposta a uma questão colocada pelo Vereador da CDU, que a segunda tranche, no mesmo valor, seria paga no 1º trimestre de 2011). Também por estes dias começou a ser distribuído o boletim de propaganda “Porto Sempre” da Coligação PSD/CDS, que é pago com dinheiros públicos, onde se escreve que “Após aturadas conversações, está tudo acertado. Isto é, a RBAR voltará a ter, este ano, o Douro como cenário no mesmo traçado das edições anteriores, ou seja, entre as Ribeiras do Porto e Gaia”, para além de lhe dedicar o usual “inquérito”(“pergunta a quem passa”), com a questão “O regresso do Red Bull, este ano, de forma alternada, é positivo para a cidade e a região?”;

  4. Estes factos, que cobrem de ridículo a Câmara Municipal do Porto (ao nível do tão glosado “interruptor” da passagem de ano de 1999/2000…), são uma demonstração clara da incapacidade de Rui Rio e da coligação PSD/CDS, bem como da forma leviana como conduziram todo este processo.

  5. As Organizações do Porto e de V.N. Gaia da CDU – Coligação Democrática Unitária, em Dezembro de 2009, face ao anúncio da transferência da RBAR para o estuário do Tejo, exortavam as duas Câmaras a organizarem, em conjunto, um festival que tivesse como pano de fundo o Rio Douro, num “programa que mobilize os agentes culturais e desportivos dos dois Municípios e que garanta a atracção de patrocinadores, devendo ser ponderada, por exemplo, a fusão (ou pelo menos a articulação), nesta iniciativa, de eventos que, actualmente, são promovidos individualmente pelos dois Municípios. Em particular, os desportos náuticos podem ter, também, um importante papel nesta iniciativa, aproveitando a tradição e o conhecimento de importantes colectividades sedeadas nos dois Municípios”. Trata-se de um proposta que merece a pena ser desenvolvida! ;

  6. Oportunamente, a CDU alertou para as fragilidades de um paradigma de promoção turística do Porto assente exclusivamente em eventos patrocinados e dependentes de empresas e de grandes grupos económicos, na medida em que o património histórico, natural, cultural, gastronómico, desportivo, entre outros, são encarados “não como uma oportunidade de divulgação de património ou promoção da região, mas como eventos comerciais e promocionais de marca”;

  7. Dado que, actualmente, não há quaisquer possibilidades de organizar essa iniciativa com a dimensão que se preconizava, o Grupo da CDU na Assembleia Municipal irá propor, na próxima na próxima sessão, e aquando da apreciação da 1ª Revisão ao Orçamento para 2010, que a verba de 200 mil euros prevista para o financiamento da RBAR seja transferida para a reabilitação de habitação social (que com essa revisão sofreu um corte de 2,7 milhões de euros), nomeadamente para a requalificação do Bairro Municipal Rainha D. Leonor (aglomerado situado nas freguesias de Lordelo, pertencente aos escalão mais baixo de classificação dos bairros municipais – Grupo I, onde residem cerca de 400 pessoas, que desfruta de magnificas vistas sobre o Douro e que , ano após ano, a Coligação PSD/CDS se tem “esquecido” de recuperar).

Porto, 8 de Julho de 2010

A CDU – Coligação Democrática Unitária / Cidade do Porto

Print Friendly, PDF & Email
Share

Sobre PCP Cidade Porto