Arquivo de Outubro, 2008

  • Proposta de remuneração dos membros dos conselhos de administração das empresas municipais mas onde, curiosamente, não figura o “Presidente da Comissão de Estruturação” da empresa municipal “Águas do Porto”. Mas […]

    Toda a verdade sobre os “salários principescos” na CMP: documentos comprovativos (3)

    Proposta de remuneração dos membros dos conselhos de administração das empresas municipais mas onde, curiosamente, não figura o “Presidente da Comissão de Estruturação” da empresa municipal “Águas do Porto”. Mas […]

    Continuar a Ler...

  • Requerimento endereçado, em 22.11.2006, ao Presidente da Câmara Municipal do Porto solicitando esclarecimentos sobre o valor dos honorários do Presidente da Comissão de Estruturação da empresa municipal

    Toda a verdade sobre os “salários principescos” na CMP: documentos comprovativos (2)

    Requerimento endereçado, em 22.11.2006, ao Presidente da Câmara Municipal do Porto solicitando esclarecimentos sobre o valor dos honorários do Presidente da Comissão de Estruturação da empresa municipal "Àguas do Porto". Apesar de ter sido reenviado quatro vezes pelo Presidente da Assembleia Municipal ainda não obteve resposta. (Ler +)

    Continuar a Ler...

  • Contrato de prestação de serviços entre a Engª Raquel Castelo - Branco e a Câmara Municipal do Porto. A ver aqui:´contrato-raquel-castello-branco

    Toda a verdade sobre os “salários principescos” na CMP: documentos comprovativos (1)

    Contrato de prestação de serviços entre a Engª Raquel Castelo - Branco e a Câmara Municipal do Porto. A ver aqui:´contrato-raquel-castello-branco

    Continuar a Ler...

  • Perante a gravidade dos factos que ocorreram, a CDU considera fundamental reiterar que a denúncia pública realizada em 17 de Outubro não visou atingir este ou aquele contratado em condições especiais, mas sim os responsáveis políticos pelas opções tomadas: Rui Rio e a coligação PSD/CDS. Em particular, pretendeu dar um contributo à compreensão, pela opinião pública, de que há uma incoerência completa entre o discurso de "rigor" de Rui Rio e a sua prática, ao mesmo tempo que há uma política de "dois pesos e duas medidas", em que se implementam benesses e se encaram com benevolência os erros e as falhas dos "amigos", ao mesmo tempo que se impõe um clima de tolerância zero para a generalidade dos trabalhadores da autarquia e os munícipes mais desfavorecidos.

    Novos esclarecimentos da CDU relativamente aos “ordenados principescos” na CMP

    Perante a gravidade dos factos que ocorreram, a CDU considera fundamental reiterar que a denúncia pública realizada em 17 de Outubro não visou atingir este ou aquele contratado em condições especiais, mas sim os responsáveis políticos pelas opções tomadas: Rui Rio e a coligação PSD/CDS. Em particular, pretendeu dar um contributo à compreensão, pela opinião pública, de que há uma incoerência completa entre o discurso de "rigor" de Rui Rio e a sua prática, ao mesmo tempo que há uma política de "dois pesos e duas medidas", em que se implementam benesses e se encaram com benevolência os erros e as falhas dos "amigos", ao mesmo tempo que se impõe um clima de tolerância zero para a generalidade dos trabalhadores da autarquia e os munícipes mais desfavorecidos.

    Continuar a Ler...

  • Inaugurado há cerca de dois anos, este Centro de Saúde tem sofrido um significativo acréscimo de utentes provenientes da freguesia de Ramalde devido à transferência de médicos da Unidade de Saúde Familiar de Ramalde para este estabelecimento. O problema que desde há cerca de dois anos ainda não foi resolvido é a falta de transportes públicos que sirvam o Centro de Saúde e assegurem o acesso dum vasto conjunto de utentes maioritariamente idoso e com grandes dificuldades de mobilidade.
O vereador da CDU, Rui Sá, vai apresentar uma proposta de recomendação na próxima reunião do Executivo, agendada para o dia 4 de Novembro, de modo a que a Câmara encontre uma solução com a STCP. "Do ponto de vista da rapidez, a alteração do traçado seria melhor. Não faz sentido que não haja transportes a servir esta população", concluiu Vereador da CDU.

    O Centro de Saúde de Aldoar/Ramalde deve ser servido por transportes públicos

    Inaugurado há cerca de dois anos, este Centro de Saúde tem sofrido um significativo acréscimo de utentes provenientes da freguesia de Ramalde devido à transferência de médicos da Unidade de Saúde Familiar de Ramalde para este estabelecimento. O problema que desde há cerca de dois anos ainda não foi resolvido é a falta de transportes públicos que sirvam o Centro de Saúde e assegurem o acesso dum vasto conjunto de utentes maioritariamente idoso e com grandes dificuldades de mobilidade. O vereador da CDU, Rui Sá, vai apresentar uma proposta de recomendação na próxima reunião do Executivo, agendada para o dia 4 de Novembro, de modo a que a Câmara encontre uma solução com a STCP. "Do ponto de vista da rapidez, a alteração do traçado seria melhor. Não faz sentido que não haja transportes a servir esta população", concluiu Vereador da CDU.

    Continuar a Ler...

  • O PCP realizou, no dia 20 de Outubro, um

    Deputados do PCP em “Mandato Aberto” sobre a Infância na Cidade do Porto

    O PCP realizou, no dia 20 de Outubro, um "Mandato Aberto" sobre a Infância na Cidade do Porto que contou com a participação dos Deputados na Assembleia da República Honório Novo e Jorge Machado. Esta iniciativa incluiu a realização de várias visitas a instituições públicas e IPSS´s com trabalho nesta área. Na conferência de imprensa realizada no final dos encontros, o Deputado Jorge Machado acusou o governo de ter as prioridades invertidas em matéria de investimentos, na medida em que os anunciados programas PAIS e PARES abrem apenas linhas de financiamento para as instituições privadas e solidárias. A opção política do governo publicamente anunciada de reduzir a rede pública "a zero" foi criticada pelo PCP porque tal "vai desproteger as famílias mais carenciadas", afirmou o Deputado Jorge Machado. Na actualidade, os encargos com as instituições de cuidados à infância, nomeadamente creches e jardins de infância, constituem uma despesa impossível de assumir para muitos jovens casais, sobretudo tendo em conta o contexto de aumento do custo de vida e de precariedade laboral dominante.

    Continuar a Ler...