Paranhos Arquivo

  • É sabido que a circulação rodoviária no Pólo 2 da Universidade (à Asprela) nunca foi fácil, fruto da incapacidade do Município do Porto de implementar as medidas preconizadas no plano (designado por “Plano Mealha”) que, no início da década foi apresentado para esta significativa porção do território nacional

    Obras mal planeadas lançam o caos no território do Pólo 2 da Universidade do Porto

    É sabido que a circulação rodoviária no Pólo 2 da Universidade (à Asprela) nunca foi fácil, fruto da incapacidade do Município do Porto de implementar as medidas preconizadas no plano (designado por “Plano Mealha”) que, no início da década foi apresentado para esta significativa porção do território nacional

    Continuar a Ler...

  • Os moradores do bairro de São Tomé, na freguesia de Paranhos, no Porto, pedem obras de requalificação. Dizem que, nos últimos 35 anos o Estado (anteriormente através do extinto IGAPHE e, mais recentemente substituído pelo Intituto Habitação e da Reabilitação Urbana - IHRU), o principal senhorio, praticamente não fez obras de reparação e manutenção. [Ler+...]

    Bairro de São Tomé necessita de obras

    Os moradores do bairro de São Tomé, na freguesia de Paranhos, no Porto, pedem obras de requalificação. Dizem que, nos últimos 35 anos o Estado (anteriormente através do extinto IGAPHE e, mais recentemente substituído pelo Intituto Habitação e da Reabilitação Urbana - IHRU), o principal senhorio, praticamente não fez obras de reparação e manutenção. [Ler+...]

    Continuar a Ler...

  •   Na reunião de Câmara, realizada no dia 31 de Março, foi aprovada por unanimdade a seguinte proposta da CDU: PROPOSTA DE RECOMENDAÇÃO Considerando que: Estão a decorrer obras na […]

    Aprovada proposta da CDU para apoio aos comerciantes de Costa Cabral

      Na reunião de Câmara, realizada no dia 31 de Março, foi aprovada por unanimdade a seguinte proposta da CDU: PROPOSTA DE RECOMENDAÇÃO Considerando que: Estão a decorrer obras na […]

    Continuar a Ler...

  • As obras sem fim à vista na Rua de Costa Cabral estão a fazer desesperar moradores e comerciantes desta importante artéria portuense. Com a maior parte da rua esventrada e o trânsito cortado durante mais de cinco meses, desde a  Rua de Santa Justa até à Areosa, o movimento do pequeno comércio de proximidade caiu a pique. Numa artéria tradicionalmente de muito movimento de pessoas, devido ao transbordo das paragens de autocarros, a retirada dos transportes públicos desta artéria afastou os clientes habituais e trouxe dificuldades acrescidas ao comércio local. Mas a pior notícia chegou agora: As obras cujo fim estava previsto para Janeiro vão prolongar-se por mais cinco meses.
Para se inteirar da situação vivida por moradores e comerciante, o vereador da CDU na Câmara Municipal do Porto, Rui Sá, esteve ontem de manhã na Rua de Costa Cabral. [Ler+...]

    Obras sem fim à vista na Rua de Costa Cabral (com video)

    As obras sem fim à vista na Rua de Costa Cabral estão a fazer desesperar moradores e comerciantes desta importante artéria portuense. Com a maior parte da rua esventrada e o trânsito cortado durante mais de cinco meses, desde a Rua de Santa Justa até à Areosa, o movimento do pequeno comércio de proximidade caiu a pique. Numa artéria tradicionalmente de muito movimento de pessoas, devido ao transbordo das paragens de autocarros, a retirada dos transportes públicos desta artéria afastou os clientes habituais e trouxe dificuldades acrescidas ao comércio local. Mas a pior notícia chegou agora: As obras cujo fim estava previsto para Janeiro vão prolongar-se por mais cinco meses. Para se inteirar da situação vivida por moradores e comerciante, o vereador da CDU na Câmara Municipal do Porto, Rui Sá, esteve ontem de manhã na Rua de Costa Cabral. [Ler+...]

    Continuar a Ler...

  • A CDU apresentou, na reunião de Câmara de 3 de Fevereiro, uma proposta para que a CMP corrigisse as anomalias detectadas nas casas da Urbanização de Santa Luzia. Rui Rio e os Vereadores da maioria PSD/CDS, ao chumbarem esta proposta, demonstram que não se querem comprometer formalmente a resolver os problemas que afectam a Urbanização de Santa Luzia desde a sua construção. Em palavras, assumem que querem resolver, mas a verdade é que, antes de Matilde Alves, já Rui Rio e Paulo Morais se tinham comprometido a realizar as obras e, passados 7 anos, nada foi feito, para desespero de muitos moradores. Por outro lado, a verdade é que no orçamento para 2009 da empresa municipal DomusSocial não estão inscritas nenhumas verbas para a reabilitação de Santa Luzia. Nesse sentido, e apesar de ter visto a sua proposta derrotada, a CDU manter-se-á atenta e actuante, tudo fazendo para que, efectivamente, as obras de Santa Luzia comecem ainda este ano.

    Maioria PSD/PP chumba proposta de reabilitação da Urbanização de Santa Luzia

    A CDU apresentou, na reunião de Câmara de 3 de Fevereiro, uma proposta para que a CMP corrigisse as anomalias detectadas nas casas da Urbanização de Santa Luzia. Rui Rio e os Vereadores da maioria PSD/CDS, ao chumbarem esta proposta, demonstram que não se querem comprometer formalmente a resolver os problemas que afectam a Urbanização de Santa Luzia desde a sua construção. Em palavras, assumem que querem resolver, mas a verdade é que, antes de Matilde Alves, já Rui Rio e Paulo Morais se tinham comprometido a realizar as obras e, passados 7 anos, nada foi feito, para desespero de muitos moradores. Por outro lado, a verdade é que no orçamento para 2009 da empresa municipal DomusSocial não estão inscritas nenhumas verbas para a reabilitação de Santa Luzia. Nesse sentido, e apesar de ter visto a sua proposta derrotada, a CDU manter-se-á atenta e actuante, tudo fazendo para que, efectivamente, as obras de Santa Luzia comecem ainda este ano.

    Continuar a Ler...

  • Com a proximidade do Natal, Rui Sá classificou de "vergonhoso" que existam "centenas de famílias" a pedir habitações em todas as sessões públicas do executivo e a Câmara mantenha "dezenas de casas devolutas, que ainda por cima representam um custo". "Temos aqui em Santa Luzia seis apartamentos e temos mais 44 casas devolutas no denominado PER das Fontainhas, que estão prontas desde o início deste ano e ainda não foram entregues", disse.

    Casas Vazias no Bairro Santa Luzia custam à Câmara €3600 /ano

    Com a proximidade do Natal, Rui Sá classificou de "vergonhoso" que existam "centenas de famílias" a pedir habitações em todas as sessões públicas do executivo e a Câmara mantenha "dezenas de casas devolutas, que ainda por cima representam um custo". "Temos aqui em Santa Luzia seis apartamentos e temos mais 44 casas devolutas no denominado PER das Fontainhas, que estão prontas desde o início deste ano e ainda não foram entregues", disse.

    Continuar a Ler...